INTRODUÇÃO

 

NOTAS EXPLICATIVAS

O objetivo deste trabalho foi o fato de não existir, até o presente momento, nenhum documento ou relatório que esclarecesse os acontecimentos ocorridos no período de 1945 `a 1958. Sugeri, então ,que se fizesse uma pesquisa sobre a História do “Nihonjinkai “de Jundiaí.

 

PESQUISA

A pesquisa sobre a Sociedade Nipo-Brasileira durante o período de 1945 a 1958 tornou-se difícil devido ao fato de não existirem documentos ou registros escritos sobre o período.

A solução encontrada foi recorrer à memória dos mais idosos que ainda se lembravam dos fatos da época, pois mais de 50 anos haviam decorrido desde a fundação do “Nihonjinkai”.

Foi inestimável o testemunho dos senhores:  Sadao Kawahara, Eietsu Sato e Kaoru Hino.

O Sr. Sadao Kawahara  por ter exercido o cargo de tesoureiro do “Nihonjinkai” por vários anos e por ser uma pessoa muito meticulosa, contribuiu com a sua excepcional memória na pesquisa.

O Sr. Eietsu Sato, por ter exercido o cargo de vice-presidente da diretoria e por ter participado dos acontecimentos da época, esclareceu diversos fatos com provas documentadas; inclusive, dados importantes foram retirados do livro “Ho-to-guem” (livro em japonês, editado em 1966, que fala da história da colônia japonesa nas regiões de Jundiaí, Campinas, Itatiba, Indaiatuba e Bragança Paulista), que pertence ao Sr.Eietsu Sato.

O Sr. Kaoru Hino, por ter sido presidente do “Nihonjinkai” por diversas vezes, também ajudou a esclarecer muitas dúvidas.

No período de 1970 a 1983 ( período em que há um hiato nas anotações da ata da Sociedade), recorri ao testemunho dos senhores: Keiske Koga, Takanori Hino, Magosablo Namba, Mario Yamasaki e Kanji Kitahara.

A partir de 1983, as atas da Sociedade são bastante esclarecedoras e foram utilizadas na pesquisa.

A partir de 18/12/1988, as atas passaram a ser bastante detalhadas, descrevendo, por si só, os acontecimentos da época.

Jundiaí,  Outubro de 1997

Deixe um comentário